Licenciatura em Artes Visuais

A estrutura da formação em Artes Visuais ministrada pela Faculdade de Artes, efetua-se com base num plano de estudos de tronco comum (estrado) que privilegia uma formação alargada capaz de fornecer uma sólida preparação aos estudantes, sem limitar excessivamente as suas escolhas futuras. O curso de Artes Visuais, está estruturado em quatro anos divididos em quatro áreas fundamentais: Pintura, Escultura, Multimédia e Técnicas de Impressão.  É um curso destinado aos estudantes interessados em realizar uma formação de índole artística, que equilibre os estudos teóricos com actividades teórico-práticas situadas no domínio das artes visuais e das tecnologias que lhe são próximas.

Perfil do graduado
O modelo de formação confere competências teóricas e operativas e atitudes que potenciam uma presença criativa interveniente no espaço artístico e cultural contemporâneo.

A) Conhecer

  • O valor social da arte no desenvolvimento sustentado e no dimensionamento pleno da mulher e do homem;
  • As tecnologias relacionadas com a prática artística e saber utilizá-las no contexto concreto da sua actividade criativa;
  • As normas de desenvolvimento de várias ideias, com vista a escolha da melhor opção, dentre os estudos feitos;
  • Os valores do pluralismo de opinião e do alargamento do acesso a arte e a cultura.

B)  Saber

  • Saber desenvolver conceitos em volta das problemáticas da arte contemporânea;
  • Usar a criatividade perante as situações que se apresentem;
  • Estabelecer um quadro de relacionamento crítico com o campo da arte;
  • Saber utilizar um discurso crítico sobre o seu trabalho;
  • Identificar as narrativas do mundo contemporâneo e intervir na sua evolução
  • Desenvolver postura cívica de participação democrática, em defesa da liberdade artística e da valorização da diversidade cultural;
  • Valorizar o património artístico e cultural, nacional e internacional;
  • Desenvolver um permanente estado de análise sobre o seu próprio trabalho e sobre as suas narrativas, procurando conhecer novos caminhos, novas possibilidades técnicas, renovadas formas de envolvimento com os destinos da humanidade;
  • Participar e fomentar uma investigação localizada no campo da arte, que permita maior lucidez no conhecimento da história e das controvérsias do mundo contemporâneo;
  • Identificar o campo de insatisfação pessoal e encontrar uma postura de procura constante do espaço próprio de insubordinação perante o já realizado
  • Participar com as instituições artísticas e cultural no esforço de consolidação do campo da arte no país e a presença dignificada no espaço globalizado da cultura;
  • Intervir com criatividade artística a níveis conceptuais e tecnológicos;
  • Ter capacidades de gestão de projectos culturais e de preservação do património cultural do Pais;
  • Educar, transmitindo conhecimentos das artes visuais;
  • Ter capacidades para analisar o discurso artístico nas múltiplas apresentações e sua inserção no contexto cultural e multicultural;

C)  Saber fazer

  • Desenhar projectos de intervenção partilhada;
  • Produzir objectos artísticos e intervenções culturais;

Perfil Profissional

No final do curso de Artes Visuais os estudantes adquirem uma formação teórica, prática e conceptual que constitui a base para a produção artística para as áreas profissionais de:

  • Concepção, produção e investigação nos diversos campos de actividade artística;
  • Produção e investigação no campo das tecnologias artísticas;
  • Produção e gestão de projectos na área das artes e da cultura;
  • Consultoria em Artes Plásticas em repartições públicas ou privadas de comunicação ou de planeamento urbano;
  • Docência na área artística e tecnológica, desde que a licenciatura seja Complementada com formação pedagógica julgada adequada;
  • Ilustração de livros, revistas, jornais, folhetos ou similares;
  • Montagem de instalações e ambientes promocionais de promoção e exposição;
  • Concepção/montagem de exposições de arte, stand de feiras, organização de objectos no espaço (exposições permanentes, museus);
  • Promoção e desenvolvimento de acções artístico-culturais (ciclos de conferência, cursos livres, exposições e workshops), valorização estética de aglomerados urbanos e praças públicas, levantamento e apoio ao património local;
  • Concepção/montagem de exposições, apoiar visitas guiadas, promover/organizar workshops, ateliers, ciclos de conferência;
  • Conceber e realizar eventos internacionais;
  • Criar/produzir medalhas, placas, brindes, taças e outros.
  • Director artístico;
  • Programador e gestor de projectos culturais;
  • Director e Conservador de museus;
  • Animador, organizador e mediador de eventos artísticos e culturais;
  • Crítico de arte e da cultura;
  • Curador de exposições, mostras, feiras de arte
  • Educador Artístico;
  • Antiquário;
  • Galerista;
  • Criador de projectos de aplicação dos bens culturais para o desenvolvimento social,  económico e par a criação de riqueza;
  • Investigador nas referidas áreas científicas, podendo prosseguir estudos pós-graduados (Mestrado e Doutoramento)

Ao longo do curso o estudante terá ainda opções livres de participação em seminários organizados em torno da cultura, da arte e do pensamento contemporâneo, visita a residências artístico-culturais e workshops com artistas convidados, nacionais e estrangeiros.